Beyoncé 2018

Ainda falando sobre como música e moda andam juntas resolvi criar uma categoria para minha rainha, Beyoncé. Ela que sempre foi um ícone de beleza e representatividade para mim desde Independent Woman (2000) chamou minha atenção pelas escolhas dos looks  na temporada do Grammy 2018. #arrasou

E para isso, vamos relembrar daquele prêmio de Fashion Icon do Council of Fashion Designers of America Awards (CDFA) em junho de 2016 por sua contribuição na industria da moda americana. Para a ocasião ela escolheu um terno Givenchy e completou seu look com um chapeu de aba larga recriando seu look de Formation. #SoReckless!

Resultado de imagem para beyonce cdfa

Fashion Icon 2016: Beyoncé e Diane von Furstenberg

Podemos dizer Lemonade (2016) foi um divisor de águas no figurino da Bey? Arrisco dizer que sim. Vimos muitas escolhas ousadas para o que estávamos acostumados, como por exemplo as tranças em Boy Bye e Don´t Hurt Yourself e do vestido bufante de All Nigth que foram os looks que mais se destacaram. Todo o figurino foi concebido pela stylist @Marni Senofonte. 

bey

Queen B em Lemonade (2016)

E agora sete meses após o nascimento dos gêmeos, Sir e Rumi Carter, Beyoncé retorna poderosa no feat de Family Feud com o maridão Jay Z. E nada grita mais poder do que uns bons couture para ouvir as confissões do amado. Os looks também são assinados pela stylist Marni Senofonte, sendo o vestido azul da marca Ayanna James  pelas mãos da talentosa @thatsayannaj e pretinho nada básico de @sthephanerolland_paris. 

E eu não sei se vocês já perceberam mas várias marcas internacionais estão trazendo de volta os ombros marcados, muita prata e dourado e silhuetas bufantes numa releitura pós moderna dos anos 80. Digo pós moderna porque pela primeira vez eu achei chique de verdade, como se fosse um certificado da mulher empoderada dos anos 2010. Talvez eu fosse muito nova para entender em 1990 as roupas que minha mãe usava, e talvez imatura demais em 2010 quando as ombreiras tentaram um come back. Mas agora aos 30 mudei completamente de ideia e gostaria de uns looks vintage de YSL Rive Gauché 😉

ombreiras_1980_1993

É ombreira que você quer, @?

Claro que muitas das roupas parecem datadas e cafonas, mas ainda sim, há um certo brilho na nostalgia dos anos 80. Uma saudade do prazer de se vestir para causar, para chamar a atenção. A verdade é que estão tentando emplacar as ombreiras há muito tempo e talvez agora seja a hora. Se depender da curadoria de Marni para os looks pré Grammy da Beyoncé, os anos 80 já estão na moda (de novo).

Diamond Ball_ROC NATION

Vestido costumizado por Ralph e Russo: Diamond Ball 2018

bey_ custom gown by Azzi and Osta Couture

Vestido costumizado por  Azzi and Osta Couture e Boina de Eugenia Kim para Festa de Gala de Clive Davis

A-M-EI essa costumização de vestido assimétrico com meia arrastão e boina de couro. Esse je ne se quoi dos jovens franceses em 1968 é maravilhoso! ❤ ❤ ❤

E para fechar com chaves de ouro e muitos diamantes, Beyoncé é a própria encarnação dos desfiles de alta costura dos anos 80 com esse look de princesa dos Panteras Negras. All Power to the People! 

Nicolas Jebran

Vestido costumizado por Nicolas Jebran para o 60th Grammy

Resultado de imagem para beyonce grammy 2018

The Carters – 60th Grammys

Se em 2017 usamos quase tudo que os anos 90 teve de melhor, em 2018 é só uma questão de tempo até as ombreiras fazerem seu retorno triunfal. Quem viver, verá!

Fotos/Vídeo: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.