Shit is getting real

Quem diria que o começo de um novo tempo traria uma guerra silenciosa contra um inimigo invisível. Os efeitos já estão sendo devastadores tanto politico quanto econômico o que acaba por colocar um peso a mais nas nossas costas. O medo de ficar doente é grande mas o de ficar desempregado é ainda maior, e o pior: o mundo está parado. A impressão que tenho é que estamos vivendo a sexta temporada de Black Mirror sem ter a menor ideia de como vai ser o desfecho.

Desde a declaração da pandemia meu coração ficou dividido em ir trabalhar e ficar em casa. Uma das minhas atividades diárias é fazer um clipping de noticias e acompanhei de perto a evolução dos números tanto no mundo quanto no Brasil. E quando os casos aqui na minha Manaus aumentaram o estresse começou. Eu fiquei deveras preocupada com o fato de uma galera estar em quarentena e eu indo todos os dias pro trabalho. Deus sabe o quanto eu amo ter o meu trabalho mas estava surtando porque tenho idoso em casa e minha preocupação não é a de ficar doente mas transmitir esse vírus para minha mama. Já pensou?

Verdade é que eu surtei na última sexta (27) e acordei tão revoltada que se alguém me desse bom dia eu respondia com um murro. Eu estava com medo de ficar doente, de perder o emprego, de morrer de fome e de tantas coisas que eu senti os reflexos no meu corpo. E tudo que Deus faz é bom, na manhã que eu cheguei pra trabalhar me colocaram de férias coletivas mesmo com dois meses de firma. Aí eu não sei se ficava feliz porque finalmente eu ficaria em casa ou ficava com medo de perder o emprego. Ainda estou com medo de ficar desempregada mas pelo menos estou no conforto do meu lar, e como boa canceriana colocando minha vida no lugar.

Longe de mim romantizar uma coisa tão grave mas toda crise gera uma oportunidade, e se eu conseguir manter meu emprego 2020 é o ano que eu coloco minha vida no lugar. Tempos difíceis estava vindo a galope e talvez sirva para que coloque nossas prioridades nos eixos. No meu caso o consumismo exacerbado, a gula e a procrastinação. Esses dias que eu estou de molho em casa me lembrou o tempo que fiquei desempregada e que eu tive tempo suficiente para refletir várias coisa e infelizmente com o dia-a-dia corrido eu deixei para lá. E lá vem a vida me cobrar de novo e de novo.

Para quem é de fé o Corona é uma provação e é momento de se ajoelhar e rezar pela Misericórdia do Sagrado Coração de Jesus, em seu corpo e seu sangue imolados na Páscoa. Quem é de Oxalá, 2020 é o ano de Xangô, o orixá da justiça, da retidão, do equilíbrio e da determinação. Para quem é dos astros, o Sol está regendo esses 365 dias, nos colocando em contato com nossa essência, abrangendo a coletividade e objetivos mais abrangentes. Ora Ora, perceba que o Universo está alinhado ao momento que estamos vivendo. Coincidência?

Pessoalmente eu não acredito em coincidências e analisando os últimos dois é hora do meu despertar. É a hora da dificuldade mas também a hora de colocar os pingos nos “is” e amadurecer mais um pouco e acho que todo mundo, literalmente todo o planeta, vai aprender alguma coisa com tudo isso. Quem viver, verá. Desejo saúde a todos e que tudo isso passe logo 😉

Fotos: reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.