Week #5 & #6 – 2019

Passados mais 15 dias desde meu último report algumas mudanças internas aconteceram mas algumas coisas continuam o mesmo. A vida ainda está no marasmo da rotina de casa, as vezes me irrito mas depois passa porque no fundo sei que o Universo sabe o que faz. Ainda não tá na minha hora de voltar para o mundo, é tempo de viver ainda no meu mundo particular mas não tem sindo muito fácil, ainda.

View this post on Instagram

Alô mãe? Amiga, tá aí?

A post shared by Felipe Cardoso (felipedocha) (@felipedocha) on

Depois da viagem que fiz na semana 4 eu ainda viajei um pouco mais na minha própria maionese nessas últimas duas semanas e na quinta-feira retrasada eu passei o dia chorando do nada. Olha que ser canceriana as vezes é foda, você não quer chorar mas o peito aperta e as lagrimas caem. Gente, eu fiquei de queixo caído que eu chorei muito, tudo eu queria chorar. Ai eu chorei o dia todo até que eu dormi e lá pelas 19 horas eu estava melhor. Acho que depois da minha cartase eu precisava chorar as últimas pitangas.  Choray.

View this post on Instagram

CÂNCER. Talvez, talvez tudo que você busque envolva a liberdade, talvez você não saiba o que quer agora mas em um piscar de olhos, vai saber. Talvez não vai adiantar muito pensar em todas as coisas que você talvez queira fazer e eu sei que seu coração grita o agora, eu sei que mais cedo ou mais tarde tudo isso vai passar, eu vejo de longe sua disposição de querer conquistar algo ou alguém, eu sinto seu amor quando chego perto de você e sei que você merece o que tem de melhor nesse mundo. Deseje, não tenha medo de desejar, de querer, de ir atrás, você sempre fez isso é não deixe que nada apague o que há de mais valioso em você… o seu amor. —  Felipe Cardoso. (felipedocha)

A post shared by Felipe Cardoso (felipedocha) (@felipedocha) on

Depois das pitangas choramingadas  dia seguinte é meio difícil sacudir a poeira porque tristeza é um bicho chato que custa a ir embora. Minha vontade era de dormir, nem minha TV me animou muito, e nem ir correr para liberar serotonina me ajudou muito. Falando nisso eu já emagreci mais 3 quilos… olha já! A dieta do pão nunca falha. #risosnervosos  

Mas a vida continua, os boletos chegam, a vontade de rir volta e quando a gente vê volta tudo ao normal. Ainda estou aprendendo a viver com minhas frustrações, amadurecendo ainda mais esse coraçãozinho de pedra que se mostrou de carne esse últimos dias. Hoje, sexta-feira na virada para outra semana as coisas parecem estar voltando a programação normal. Nada como um dia após o outro, as coisas hão de melhorar. ❤

Amei essas ilustrações, segue lá o perfil!

Fotos: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

Week #4 – 2019

Uma semaninha… Uma semaninha chata e meio melancólica, devo admitir. Sabe quando você se sente meio triste sem motivo aparente e não tem vontade de fazer nada? Foi assim a última semana para mim. Estar em casa está começando a me estressar e o pior é que não tenho encontrado nada na minha área, então as chances de um novo emprego estão reduzidas a 0 oportunidades. Então, a tristeza bateu forte porém não por muito tempo, até mesmo porque eu nunca tive vocação para ficar brocoxô, mas foi um tempo importante que eu tirei para refletir sobre algumas frustrações minhas e o que eu precisava fazer para não me sentir mais assim.

Na semana que passou eu estava com meus dois melhores amigos e estávamos falando justamente sobre que rumo as nossas vidas tomaram, alguns dos nossos problemas e situações que passamos e quais as feridas sentimentais marcam a nossa vida até hoje. Foi quando eu ouvi do meu amigo: A Erika tem o poder do Foda-se! Rimos todos, em 12 anos que nos conhecemos raramente eu fiquei me lamentando, exceto quando meu primeiro namorado me deixou, ali foi um momento full pistola que eu nunca mais quero sentir na minha vida, e deixei lá em 2009 quando me livrei de todos os sentimentos que tinha por ele, os de carinho, de raiva, de querer ralar a cara dele no asfalto ( porém não muito, pois canceriana, né mores?) e que já não faziam mais sentindo na minha vida, no alto dos meus 25 anos.

O fato é que junto com essa declaração do meu amigo eu fiquei pensado muito sobre o poder do foda-se. Eu já li um livro com esse tema, eu já repassei quase toda a minha vida e relembrei todas as pessoas que passaram por ela, as situações de perigo que eu me meti, as situações que eu já tive que lidar, a coragem que eu achei que eu não tinha e tive e principalmente o PODER DO FODA-SE quando eu me enjoava de quase todas as coisas e dando um basta e desfazendo tudo o que tava no caminho que era para eu não me irritar mais. A minha noia essa semana foi tão grande que eu acordava, passava uns 10 minutos olhando para o teto meditando, pedindo a Deus para passar logo esse pessimismo. Comida não tinha gosto, eu comia mas parece que eu sempre estava com fome, a sensação de barriga roncando e muita sede. E tentando não pensar muito no que eu estava sentindo me forçava a manter as metas que eu estipulei para esse ano: minhas leituras, meus exercícios, voltar a rezar meus terços e salmos e escrever mais no blog. Fiz algumas coisas, mas preferi assistir filmes que era para não pensar muito no que eu estava sentido. E até os filmes que eu separei para ver me pareciam chatos, o que de fato são, tipo Corpo Fechado, Uma Janela para o Amor e Grandes Esperanças (HAHAHAHAHA) . Olhei até o meu mapa astral que era para saber ser era a conjectura dos planetas que estavam me deixando assim e descobri mais um pouco sobre mim mas não  suficiente para ter uma mini crise de ansiedade no domingo a noite. Foi aí que eu disse: Tá bom já, né? Vamos parar com a graça! E nhaí rezei um terço, sempre que estou com algum aperto no peito eu rezo porque me faz bem, e depois fui fazer um brigadeiro de panela que comi tomando coca cola e assistindo o SAG Awards. Foi meio difícil dormir depois de tanto açúcar então fui ver um dos meus filmes favoritos até pegar no sono e junto com meu sono a minha tristeza passou.

View this post on Instagram

tshehe

A post shared by Paulo Moreira (@paulomoreirap) on

Nesse mundo de felicidade instantânea em que a gente tem que viver é muito importante tirar um tempo para sentir o que você quer sentir. No meu caso foi essa tristeza advinda de uma frustração pessoal. E ao analisar a maior parte da minha vida e sentir vergonha de alguns períodos me fez mais rir do que chorar. Eu errei muito mas disso tudo eu aprendi a não olhar só pro meu umbigo, mesmo que de vez em quando eu queria ser egoísta, muito egoísta. E por não poder ser egoísta eu aprendi a me doar, aprendi a esperar, aprendi a ser resiliente e nunca me desesperar.  E que de maneira alguma eu tenho que me anular para agradar os outros, que eu não sou responsável pelas atitudes e pensamentos de terceiros (leia-se aqui família) e que esse tempo que tirei para ficar sozinha me deu um norte mais amplo para reafirmar o que quero para minha vida.

Escrevendo esse post percebi mais uma coisa, a minha reflexão não foi apenas de uma semana, mas sim de uns quatro, cinco anos para cá e que essa semana que passou foi só a cereja do bolo. Eu estava acomodada pensando demais na minha vida sem fazer nada para de fato mudar as coisas. Foi uma decisão minha quando taquei um FODA-SE em 2014 e como nada é por acaso, foi alinhada com a conjectura dos astros, com o alinhamento do Universo. A verdade é que se permitir ser você mesma e fica um tempo só com seus medos, paranóias, suas vergonhas, seus sonhos e suas escolhas é uma opção que nós temos e as vezes não nos damos conta o quanto de crescimento e evolução podem trazer para nossas vidas. Claro, que se ajuda profissional quando a carga é pesada de mais e você acha que não vai aguentar é sempre bem vinda. Eu levei um bom tempo para entender algumas coisas mas agora sei que devo me permitir mais, sempre dando tempo ao tempo, até mesmo porque já dizia Chico Buarque: Não se afobe não que nada é pra já!

conhecimento

Quem leu até aqui muito obrigado e quem não leu talvez esse texto um dia vire um filme… 😂

Fotos/Vídeos: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

Week #3 – 2019

E nhái? Como foi a semana de vocês? A minha foi paradíssima, e ficou ainda mais parada quando terminei de assistir The Handmaid´s Tale e Big Little Lies. Que tristeza não ter mais séries para assistir depois do almoço. Então busquei novas formas de preencher o meu dia, fui ver os novos conteúdos da Netflix e fazer uso do meu Telecine.😜

sorry not sorry GIF by chescaleigh

Netflix & Chill Forever

E separei algumas coisas novas para ver nesse meio tempo onde o café da manhã tem um overlapse com almoço e o almoço com a hora da merenda, e nesse meio tempo tiro um tempo para o Nike Trainning do dia, limpar a casa, dar atenção aos meus dogs, ficar rolando o Instagram para cima e para baixo, dar uns pitacos no Twitter, ver uns vídeos novos no You Tube, nem tão novos porque eu tô apaixonada pelo The Weekend com uns três anos de atraso, e ainda sim consegui assistir a:

Ordem na Casa com Marie Kondo 

É bacaninha porém o mais do mesmo do que vemos nesses programas de acumuladores e aquele do GNT. Eu sei que ela tem o método dela e tals mas como eu sou uma mistura de Marie Kondo com Monica Geller não vi nada de diferente que eu já faça, exceto sentar para meditar antes de arrumar a casa e agradecer a roupa enquanto estou dobrando minhas brusinhas. Se você for bagunçado mesmo vai que é tua, altos ensinamentos de organização que ajudam e muito o cotidiano.  ❤❤

 

Sex Education 

Acho que não vejo algo realmente engraçado desde a saudosa Chewing Gum. Tirem as crianças da sala, Sex Education é uma afronta a família tradicional de todos os cantos do mundo por tratar a sexualidade como algo normal (o que de fato é) e que com aconselhamento só tem a melhorar. Otis é o personagem principal, ele é filho de uma terapeuta sexual, e mesmo sendo altamente analisado tem suas fobias adolescentes. Ele é amigo de Eric e os dois vivem no submundo de Moordale, a escola onde estudam, por não serem cool. Ao ajudar o valentão Adam, Otis se vê dando conselhos sexuais e terapêuticos que acabam por ajudar o cara. Ao perceber isso, a rebelde Maeve, vê um oportunidade de ganhar uns trocados dando conselhos aos atrapalhados colegas do colégio. E em cada episódio são tratados temas sérios sobre pressão sexual, pressão psicológica, relacionamentos héteros e homossexuais, aceitação do corpo, nudez, stalkers entre outras coisas que não são muito diferentes do que os adultos vivem. É uma série muito boa, com uma estética moderna e cool meio anos 70/80 e uma ótima trilha sonora. Altamente recomendado! ❤❤❤❤❤

Semana que vem eu volto com mais dicas de filmes e séries porque ultimamente é o que eu tenho feito da vida até que eu arranje um novo trabalho, aí eu deixo vocês em paz. 😁

Vídeos: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

 

 

Week #1 & #2 Feliz 2019!

Bem vindos a segunda temporada de Chez Erika, uma série dos dias da minha vida. Quem me acompanhou em 2018 vai ter que me aguentar (ou não) esse ano também. Ontem estava lembrando da versão 1.0 do blog e me bateu um arrependimento tão grande de ter deletado, que se vivo estivesse comemoraria 12 anos de existência. #RIP

Os blogs perderam muita audiência com o Instagram mas quem bloga desde os primórdios sabe que os blogs eram usados mais como diário do que como plataforma comercial. Então, mantenho o Chez Erika para falar das coisas que gosto muito sem ficar enchendo o ouvido dos outros com as minhas abobrinhas. Então, vamos lá 2019!

6cd3a79117d88e15ac2285a578255703

O ano novo começou na mesma rotina desde que sai do emprego, então nada de muito novo exceto de como Handmaid´s Tale (O Conto da Aia) mudou a minha vida na última semana. Desde Orphan Black eu não fico viciada de verdade e viajando na maionese no que pode vir acontecer. Claro, eu poderia ter comprado o livro, mas prefiro esperar até Abril e rever minha amada June, o misterioso e sexy Nick Blaine. Confesso que fiquei com meio com medo porque Gilead é um futuro não muito distante do que a direita conservadora quer fazer com o mundo mas é lindo como as mulheres da série encontram forças para prosseguir e lutar, mesmo oprimidas pelo patriarcado. É uma série para refletir a hipocrisia que o mundo vive e propaga há séculos. Alguns episódios são nojentos e revoltantes mas o contexto é tão bem escrito e produzido que minha nossa senhora, eu tô apaixonada. #nolitetecarborundorum

Depois que terminei o Handmaid´s Tale fui parar em Sharp Objects. Essa série é muito boa porque o Sherlock Holmes que habita em mim, saúda o Watson que habita em você. A Amy Adams tá ótima, a Patricia Clarkson mereceu muito o Golden Globe desse ano. Como eu assisto junto com a minha amiga Sukie pelo whatsapp lá pelo 5° episódio já tínhamos uma ideia de quem poderia ser o assassino. Acertamos no resultado mas o season finale foi espetacular! #trustnobitch 

E para finalizar o post de ano novo minhas resoluções desse ano são:

  1. Achar um emprego, é claro.
  2. Ser mais disciplinada em tudo na minha vida.
  3. Usar todos os meus produtos de beleza sem comprar novos antes que acabem.
  4. Ler um livro por mês e até dois ao mesmo tempo se me der vontade.
  5. (Tentar) Tirar minha habilitação (de novo).
  6. Emagrecer os quilos que eu tenho a mais, é obvio.

Lembrado que resoluções não são promessas, algumas já coloquei em prática me organizando melhor com as coisas, com as pessoas e até agora já emagreci 3 kgs, estou procurando emprego mas o emprego não me acha, estou com a leitura em dia e seguindo meu plano de conquistar o mundo, mas antes vou aproveitar para atualizar as temporadas de American Horror Story,  assistir Big Little Lies e tentar não bugar com WestWorld porque vou ver desde o começo (de novo).

Nós vemos na semana que vem! 😎

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

 

 

 

 

 

 

 

Week 52 – Good Bye 2018!

Escrevendo sobre o final de 2018 com 10 dias de atraso…😂

Espero que o final de ano tenha sido maravilhoso para todos nós. Aqui em casa não somos de sair, então ficamos arrumados para ficar na sala mesmo e tá bom demais. Esse ano tive a sensação que o Natal já foi mais animado, ou melhor, mais festejado. Talvez por eu estar em casa direto e não ter visto muito o movimento nas ruas eu tenha ficado com essa impressão. Mas ainda sim, não tive muita vontade de sair para comprar presentes então se as pessoas estavam se matando nas lojas, graças a Deus passei longe.

Natal dos Fonseca da Silva e doguinhos lindos ❤🎅

O Ano Novo também foi tranquilaço. Em casa ficamos, em casa festejamos. Meu vizinho ryco todos os anos faz uma queima de fogos respeitável aqui na rua e podemos festejar a entrada no novo ano com os vizinhos. O mais legal aqui de onde eu moro é que a galera é zero fucks e ninguém tá nem aí para roupa e festa e tals. Cada um abre sua porta e confraterniza do seu jeito, se abraça, dá tchau e volta cada um para sua casa! #thishowweroll

Réveillon na rua! 🎇

E assim encerrei 2018 que em resumo foi um ano bom. Refletindo o que vive nos últimos 365 dias eu fiz o que eu queria, fiz uma grande amizade, desfiz várias amizades, mantive os meus amigos irmãos sempre por perto e aprendi a não me justificar muito pelas minhas escolhas, seja para pessoas próximas ou para sociedade. É como Gaga um dia nos ensinou:

@chkiara Bad Romance-Lady Gaga

2019 Mood! 😊

Que 2019 as nossas resoluções sejam postas em prática como por exemplo a minha que já deu errado no 4° dia do ano. Eu fiquei gripada com a garganta inflamada e no 6° dia, eu amanheci com uma espinha amarela bem bonita no queixo e não fui para aula de crossfit. Sim, minha meta era fazer exercícios nos 365 dias do ano, mas tive que realinhar a meta por que a vida me obrigou. #ALOKA Sendo que estou em casa e ajudo minha mãe com as coisas da casa, isso já conta como atividade física. E olha que nesses primeiros 10 dias do ano eu já perdi 3 kgs, acredite se quiser! 😁😜

working out the mindy project GIF by HULU

Eu depois de 45 minutos de Nike Trainning antes de postar o Ta Pago!😜

Enfim, as resolução vamos falar nas novas fornadas quentinhas da minha vida em 2019. Vou continuar com o Projeto Week tendo em vista que fazer diários em papel já não me apetecem mais e tomam muito espaço. Então, me aguentem e Feliz 2019!  ❤

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

 

 

Week #49 #50 #51

Dezembro passou voando como uma tartaruga alada para mim. Esse mês me deixou com a sensação de que cai na rotina de uma pessoa ryca: acordar, dar comida para os bichos, tomar banho, tomar café, arrumar a casa, esperar o almoço, dormir a tarde, ir na academia, levar os bichos para passear, comer, dormir e repetir tudo de novo. Depois de 4 meses em casa estou de fato começando a me irritar de não ter muita coisa para fazer. No entanto, eu estava precisando desse descanso remunerado pelo seguro desemprego mas é chegada a hora de voltar aos campos de batalha, então se souberem de alguma coisa, me avisem. 😉

bored bbc GIF by Sherlock

Felling like Mr. Holmes: without my work I´m nothing.

E há uma semana adotamos mais um dog. Sim, meu irmão pegou um galgo para criar porque ninguém queria adota-lo. Preciso nem dizer que o  Jorge morre de ciumes mas vive de boas com o Raj, exceto quando não estão brigando. O fato mais louco dos galgos, ou Whippet como são chamados, é que eles não latem. O Raj chegou aqui mudo e continua calado, nem um chorinho, nem um mísero au au. Adora dormir na cama, sobe nos sofás tudo e por ser “alto” sobe na mesa e na pia para ver o que tem por lá. Também adora roer as plantas da minha mãe e ficar fuçando os cantos das paredes, só tem medo de ir passear, se treme todo. É completamente diferente do Jorge, o cocker endiabrado.

dog2

Trabalho dobrado/Amor Dobrado

E graças a Deus esse ano só fui numa confra afinal de contas não sobraram muitos “amigos” depois das eleições. Mas o que importa não é quantidade e sim qualidade, e sei que com eles eu posso contar. Não precisamos de muito, apenas música dos anos 2000, pizza, brejas e vinhos. Estar com eles é sempre sensacional!

confra

Confra da Carla 2018

No lado cultural deste blog – que está inerte neste final de ano – comecei a ler os livros que comprei no final do mês e olha, Como Conversar com um Fascista de Marcia Tiburi é muito bom. Escrito em 2015, Marcia nos ensina por A + B como o Brasil caminhou e chegou ao resultado de 28 de Outubro de 2018. É aulão de filosofia com história e comunicação que cai como uma luva nos tempos que vivemos e viveremos em breve. Só tenho uma má noticia: no fundo todos nós somos meio fascistinhas! Não terminei de ler tudo mas já estou recomendando para todo mundo.

fascistinha eu

Livro do Mês do Blog

katie holmes james vanderbeek GIF

Eu vendo os dramas desnecessários da série…

Continuando minha saga de rever Dawnson´s Creek, me arrependi. Meu Deus que bando de adolescente chato dos infernos. Puta merda é muito drama para 45 minutos de episódio, porém continuo assistindo. Tô achando cafonerrímo o fato de assistir a série dublada, eles parecem a Kate falando toda hora: OH MEU DEUX! Fora que a voz dos velhos é igual ao do bombeiro Brian! Gente, é uma chatisse mas a dublagem salva. Agora que cheguei na 5ª temporada e eles foram para faculdade talvez melhore, até porque a Audrey (Busy Phillips) chegou e ela é ótima!

E para encerrar este post nos vemos nas Festas de Fim de Ano! 🎅🎄🎇

Fotos: arquivo pessoal / reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Week #48

Semana pós feriado é sempre corrida mas para mim foi de boa. Com essas férias forçadas, ficar em casa já está começando a ficar chato mas com as chuvinhas dessa semana, foi ó: DAORA! E como ficar em casa é uma das coisas mais que mais gosto, enrolei um pouco para voltar a rotina, tirei a semana para organizar ainda mais as minhas coisas, dessa vez um monte de papel que eu nem sei para quê eu ainda guardo…

sandra bullock trailer GIF by Ocean's 8

Semana pós feriado… ATA, ok!

Essa semana também teve Black Friday e como tive que sair para resolver uma coisa no emprego antigo fui “dar uma olhada” no shopping. E nossa, parecia que estavam dando as coisas por lá. Pessoal doido carregando TV a rodo, mulherada doida nas fast fashions e gente na fila para comprar sapato. F-I-L-A P-R-A C-O-M-P-R-A-R S-A-P-A-TO. Nãããoãoooooooooooooooo!! E para dizer que não comprei nada, comprei 5 macarrons (que nem eram tão bons assim) e voltei para casa. Aluguei Oito Mulheres e Um Segredo pela metade do preço no NOW e fui dormir. ☺

Black Saturday

E no sábado fui para minha segunda aula do curso de Excel e até que tá ficando legal. Saber as formulas de planilha ajuda muito, porém mesmo com as formulas eu vi que sou péssima em matemática. Sério mesmo. Eu tenho que exercitar mais e parar com as brincadeiras de que sou de humanas.

E para passar o tempo na hora do intervalo, depois do almoço fui dar uma voltinha no centro e entrei numa lojinha e olha só que coisa mais fresca essa caneta? Muito Patricinha de Beverly Hills! Comprei mexxmo e não me arrependo.  Uso para tudo ❤

E também comprei uma abajur fofinho da @papelaria.manaus que eu paquerava há dias e que me será muito útil nas noites de insonia para ler os livros novos que comprei.

 

 

 

 

E a série dessa semana é Dawnson´s Creek. Achei escondida no NOW no final de semana e resolvi voltar no tempo, mas precisamente para minha sexta série e meu primeiro ano no ICBEU. Eu gostava tanto que não perdia um capitulo até que eles cresceram e eu já comecei a achar meio chato, afinal de contas eu ainda ia começar o ensino médio e tudo era muito distante da minha realidade, sendo assim eu nunca vi o finale da série. Já estou na segunda temporada e cacete, eles eram uns teens muito chatos, precoces demais e egocêntricos. Mas como o James Van der Beek era um lindinho estou vendo para entender o porque de a Joye não ter ficado com ele no final da série…

katie holmes whatever GIF

Ficou com o Pacey, por que hein?

Jorge, The Cocker respira aliviado!

E para finalizar essa semana topzera meu dog não teve o que fazer e simplesmente comeu uma cartela inteira do Diazepan da minha mãe! Sim, uma overdose de remédios. Ele simplesmente derrubou uma caixa de remédios que temos, abriu e saiu mastigando. Quando eu vi, o estrago já estava feito: CORRE PARA O VETERINÁRIO.

A sorte é que eu agi rápido e em menos de 40 minutos estava no VET. O bichinho colocou tudo para fora, e ficou tão grogue, mas tão grogue que nem sentia quando fazia xixi enquanto dormia.

Fiquei tão desesperada que nem dormi direito olhando ele na madrugada de quinta para sexta. No dia seguinte ele dormiu muito mas como está sempre alerta dava sinais de vida. As vezes se espertava mas logo cansava. No sábado já estava novinho em folha. Ufa!

 

 

 

E é isso. Semana que vem tem mais 😉

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)