Week #3

Semaninha tranquila graças ao bom Deus!

Na quarta-feira fui com meu bonde ao Restaurante Mahalo aqui em Manaus. A Poke Food ou comida havaiana é boa demais! Similar a comida japonesa, os pratos havaianos são a base de peixe cru (salmão ou atum), arroz ou folhas, molho shoyu e com acompanhamento de frutas e algas. É uma boa pedida para quem gosta de comida saudável e não tem frescura em comer frutas e verduras no mesmo prato. Você também tem a opção de montar o seu bowl se não quiser o prato pronto. Aprovadíssimo! ❤

IMG_20180117_193128_185.jpg

Tartar de Salmão com Chips de Batata Doce

IMG_20180117_191644_655.jpg

Suco de Limão e Gengibre foi de batizado de Moana ❤ 

IMG_20171220_221246_316.jpg

Bowl  

A comida Poke (do Havaiano cortar, fatiar) é um prato caseiro a base de peixe cru, diferente do sashimi, por ser marinado por conta do contato do molho e também não chega a ser um ceviche. O Tasty Brasil deu a receita de como fazer um poke rápido para fazer em casa. A-M-E-I!

Ao decorrer da semana me bateu uma certa ansiedade mas que isso, uma incerteza em relação ao futuro. As vezes eu tenho essas doideiras mas e daí, quem não tem, né? 😀 E aproveitando que estava relax no trabalho aproveitei para colocar meus dotes artísticos em prática e colocar a cabeça no lugar.

KUDAKPRO_2018-01-19-15-42-05_developed.jpg

Tropicália 

KUDAKPRO_2018-01-19-14-55-12_developed.jpg

Say Chesse! 

Os livros de colorir são muito terapêuticos, eu passei a tarde de sexta-feira pintando. Até esqueci que estava com cólica 😉 . As Lojas Americanas tem umas opções ótimas com preços a R$ 10, as vezes vem até 2 por esse precinho. Os que eu estou “trabalhando” agora são esses: Mindfulness O Livro de Colorir e Segredos de Paris comprados no ano passado.

KUDAKPRO_2018-01-19-14-53-34_developed.jpg

Livrinhos de Colorir: S2 S2

Quem acompanha meus tweets sabe que eu fiquei fissurada em The Crown, temporada 2. Passei a acompanhar os Royals desde a morte da princesa Diana em 1997 quando vi as fotos do acidente na Caras da minha mãe, e desde lá, acho a Casa de Windsor fascinante. E mesmo que a série tenha um certo exagero passei a admirar a Rainha Elizabeth, pelo simples fato de que ela assumiu seu reinado ainda muito jovem em um mundo dominado por homens. E ela, extremamente tradicionalista foi forte o suficiente para se manter Soberana e se adaptar ao um mundo pós guerra, pré modernidade até os dias de hoje. É a história do mundo contada com todo o glamour da Netflix! #sororidade

Falando em sororidade ontem (20.01) rolou pelo segundo ano consecutivo a Marcha das Mulheres (#WomensMarch) nos Estados Unidos. Eu queria muito estar lá, ao lado das minhas manas feministas que buscam um mundo mais igualitário. #AllPowerToThePeople.

Capturar

#WomensMarchNYC 2018

 “Grab it by the pussy” #ForaTrump

A Marcha das Mulheres nasceu em 2017 e” m Washigton D.C contra o mandato do Presidente americano Donald Trump e a desigualdade de gênero. Este ano, o movimento se juntou ao Time´s Up para lutar contra o assédio, desigualdade de salários, legalização do aborto, o DACA (Ação Diferida para Chegadas na Infância) – concede vistos de estada e de trabalho por dois anos, renováveis, aos que chegaram aos Estados Unidos de forma ilegal quando eram crianças e agora na Era Trump vários imigrantes estão sendo deportados pelo governo americano – e continuar a conscientização de igualdade entre os povos. Lembrando que uma mulher empoderada, empodera todos a sua volta!

Capturar1.JPG

#thefutureisfemale

 

Vamos ver o que a próxima semana nos reserva. Segue o baile!

Fotos: Erika Fonseca/Reprodução

 

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

Week #2

Semana 2 simplesmente voou! Mas aproveitamos da melhor maneira possível: vivendo.

Resultado de imagem para segunda terça quarta quinta pisquei segunda

Essa semana comecei a ler o Evangelho segundo Espiritismo de Allan Kardec publicado em 1864 (;o). Eu sei, é uma leitura incomum tendo em vista o tema. Não é todo mundo que gosta mas eu sempre tive interesse em saber como é a visão espirita sobre os ensinamentos de JC. E há quem diga que está repreendido mas é apenas uma interpretação que traz lições importantes sobre a nossa própria fé. E foi o livro mais barato que já comprei, me custou R$ 5 num sebo da feira da Eduardo Ribeiro.

Quanto aos meu vicio em séries, depois de Dark resolvi pegar mais leve. E as séries originais da Netflix estão muito boas. Comecei com a Ela quer Tudo (She´s Gotta Have It) uma releitura do filme homônimo do cineasta Spike Lee. Nola Darling é uma mulher independente pessoalmente, financeiramente e sexualmente. Ela se divide em viver de sua arte, entre suas amigas e seus 4 amantes. Enquanto a sociedade a julga por ser livre, Nola apenas vive. Uma comédia empoderada, bem nova iorquina e muito picante – não assista com seu pais na sala! 😉

Resolvi assistir a The End of the Fucking World, parece uma comédia adolescente, e é. A personagem principal parece ser meio chatinha, e é também. Mas a série vale pelo maravilhoso James. Ele pensa ser um psicopata e aceita a proposta de Alyssa (a menina chatinha da série) de sair por aí fazendo o que der na telha com intenção de mata-la, o problema é que as coisas saem de controle e bem, eles tem que se virar.  A série baseada na grafic novel homônima é rápida, com apenas 08 episódios de 30 minutos. Foi uma ótima pedida para o sábado preguiçoso que eu tive!

Eu simplesmente adoro fotografia. E achei um app muito fofinho chamado Kudak Pro. O aplicativo simula o filme de uma câmera fotográfica igual as que eu tinha quando era adolescente, o filme rebobina e tudo se você escolher não salvar as fotos no seu Google Fotos. O app não tem filtros, as fotos ficam com um aspecto vintage como uma foto tirada no inicio dos anos 90. ❤

Capturar

App disponível para IOS e Android

IMG_20180112_111354_725.jpg

Mocassim da Sapatinho de Luxo

KUDAKPRO_2018-01-12-10-47-19_developed.jpg

Minha vista de segunda a sexta-feira 😉

No mais tudo certo e segue o baile!

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

 

Netflix & Chill: Dynasty

Quem aí é fã eterna de Gossip Girl? 0/ E se você assiste GG sempre que sente saudades sabe que os criadores da série são Josh Schwartz e Stephanie Savage, e graças a eles, pudemos acompanhar aventuras de Serena, Blair e Co. por uma NYC ostentação. Este ano, Josh e Stephanie voltaram com um reboot de Dynasty, inspirado na série dos 80 com leves toques do Upper East Side.

A séria gira em torno dos Carrigton, uma família podre de rica, literalmente. Blake Carrigton (Grant Show) é dono da maior empresa de  energia do mundo e pai da mimada Fallon (Elizabeth Gillies) e do rebelde Steven (James Mackay). Ele se casa com a Cristal (Nathalie Kelley) e leva de brinde para sua mansão o sobrinho dela, Sammy Jo (Rafael de la Fuente.

Resultado de imagem

Fallon, Blake e Cristal

A Netflix libera um capitulo por semana, todas as quinta-feiras e pelo que vi até o 7° episodio a primeira temporada é centrada na briga de Fallon pelo cargo de COO da empresa quando Blake nomeia Cristal. Nesse meio tempo, eles descobrem que Cristal era amante de um dos engenheiros da Carrigton e mesmo apaixonada por ele, aceitou o pedido de Blake. Até que alguém morre e vários segredos surgem para atormentar ainda mais a família Carrigton.

Elenco de Dynasty (2017) 

Alguns elementos da novela original foram mantidos, como o amor de Blake por Cristal e o ódio mortal de Fallon pela madrasta e a homossexualidade de Steven. A Dynasty de 1980 Foi um marco na TV americana por retratar dramas sociais e toda a ostentação e futilidade que o dinheiro pode trazer. Além de claro, de todos os plot twist que já conhecemos, como o retorno de personagens mortos, reviravoltas, humor e moda.

Elenco de Dynasty (1981-1989)

Um dos pontos importantes desta nova Dynasty são os looks das arqui inimigas Fallon e Cristal. Assim como em Gossip Girl, as personagens são donas de um guarda roupa dos sonhos. A responsável pelo figurino da série é Meredith Markworth-Pollack (@meredith_costumes) que também já trabalhou nas séries Hartie of Dixie, Reign e claro, GG.

 

Dynasty CW promo photo: Cristal Flores, Fallon Carrington

Brilhos e Lamês para Dynasty de 2017

Dynasty 2017 Series Elizabeth Gillies Image 2 (5)

Pretinho básico de velório para Fallon Carrigton 

 

a53d507085482a9071b7f14d0f7e9166

Bianca Jagger fellings para Cristal Flores

159143e4a3a13052b27dc595d6681ecf

Country Club 

Tune in tonight on #Dynasty to see Nathalie sparkling the night away in an epic vintage diamond necklace. Dress by @jc_obando earrings by @kennethjaylane make-up @ambercdoesmakeup hair @loveandhairgrease #dynastyfashion #eightiesparty #nathaliekelley

80´s vibes: Lantejoulas e Luvas ❤ 

Uma pena que muitos dos looks ainda não estão disponíveis no Pinterest e Instagram mas essa é a deixa para vocês assistirem a série, é uma novelinha interessante. Curti 🙂

 

Fotos/Vídeo: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

 

 

Netflix & Chill: Meus 4 Favoritos

Antes de tudo, uma pequena pausa para:

 

23031221_1528822430533688_764551472434263947_n

Brincadeiras a parte quem ama filmes e séries sabe o quanto a 7ª Arte é importante em todos os seus gêneros e formatos. Pensando nisso, resolvi compartilhar os meus 4 favoritos na Netflix que revi essa semana 😉

Um Contratempo (2016)

Que filmaço meus amigos! Contratempo é do espanhol Oriol Paulo e gira em torno do famoso arquiteto Adrián Doria. Tudo é perfeito na vida dele até que ele encontra sua amante, Laura, morta no banheiro de um hotel. Sem saber o que aconteceu, ele recorre a melhor advogada criminalista para refazer seus passos e construir sua defesa contra acusação do assassinato de Laura. É ali que ele confessa uma história cercada de mistério e contradições até confessar o verdadeiro crime que cometeu. Amo porque é um daqueles filmes que te prendem do começo ao fim e nada é o que parece. E o melhor, tem o Oscar Casas ❤

Resultado de imagem para um contra tempo

Chewing Gum (2016) 

Essa série é uma graça, de verdade! Escrita por Michaela Coel, que também dá vida a jovem Tracy Gordon. Criada nos subúrbios de Londres e dentro de uma família super religiosa, Tracy, 24 anos e virgem resolve que é hora se tornar mulher de verdade. Ela pede ajuda a sua melhor amiga Candice, que ainda é mais doida também para seduzir seu namorado e finalmente fazer acontecer. É quando tudo dá errado e ela fica ainda mais confusa e se mete em mais roubadas. Amo porque em algum momento nós já fomos Tracy Gordon e porque me lembra alguns dramas da juventude. É para se acabar de rir.

Resultado de imagem para chewing gum serie poster

Na Natureza Selvagem (2007)

Esse filme foi um divisor de águas na minha vida. O filme é a biografia de Christopher McCandless, a.ka. Alexander Supertramp. Um rapaz que largou tudo e sumiu do mapa para viver da Natureza. Dirigido por Sean Penn e com trilha sonora de ninguém menos que Eddie Vedder, viajamos EUA adentro onde Supertramp encontra pessoas com aspirações e filosofias de vida diferente da sua, onde ele deixa um pouco de si e leva um pouco de cada um. A viagem de  auto conhecimento dele nos faz refletir sobre muitas coisas que julgamos triviais no mundo atual. Levando em consideração que a historia foi contada em 1996 no livro de Jon Krakauer e recontada no filme de Sean em 2007, dez anos depois as coisas continuam as mesmas, talvez até piores. Amo porque é um filme que te faz refletir de verdade sobre tudo e porque a licença poética no final do filme é uma das mais lindas que eu já vi!

Resultado de imagem para na natureza selvagem poster

O Segredo dos Seus Olhos (2010) 

Assisti esse filme em 2015 durante uma tarde entendiante de trabalho e me surpreendi. Assistam a versão argentina que é 10000 de vezes melhor que a versão americana com a Julia Roberts. O filme é surpreendente pela narração do Benjamim Esposito, oficial de justiça aposentando, que dedica seu tempo a escrever um livro sobre  um caso que ele investigou em 1974, a morte da jovem Liliana, que a contra gosto não queria investigar a época. Ao conhecer o viúvo de Liliana ele nota nas fotos do casal que um rapaz tem olhos fixos em Liliana mas por falta de provas ele não consegue prender o agressor. É revisitando o caso de Liliana que ele também revive suas antigas paixões, e finalmente desvenda os segredos sobre a morte de Liliana e seu coração. Amo porque a narração é  mais lenta, são 2h20 minutos de filme, com flashbacks da vida de Esposito e que se conectam o assassinato de Liliana.

Resultado de imagem para o segredo dos seus olhos poster

 

Filmes tão lindos que gosto de assistir de vez em quando só para lembrar ❤

Fotos: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

Saving Banksy

Nesse final de semana assisti um documentário chamado Saving Banksy no Netflix, e quero compartilhar com vocês essa maravilha para caso vocês encontrem algum perdido pelo mundo. O cara é simplesmente O maior grafiteiro da atualidade e poucas pessoas conhecem sua verdadeira identidade. Marchands ao redor do mundo removem suas peças para venderem em leilões milionários, e o Banksy não vê um misero centavo da venda das suas obras.

Resultado de imagem

O documentário conta um pouco da luta de um galerista que busca preservar um estêncil do artista salvando uma instalação feita em um muro de São Francisco, para ele um Banksy original merece respeito e jamais deve ser vendido. A arte de rua nasceu para o povo e deve ficar exposta sem custo algum, o que levanta o debate do valor das obras e toda a filosofia por detrás do Street Art. Não esqueçamos que grafite ainda não foram reconhecidas como arte, em muitos países elas são ilegais e no caso da cidade de São Paulo, merecem ser apagadas. #ForaDoria

Gangsta Rat: personagem principal do documentário e das obras do Banksy

Vários artistas renomados também comentam sobre seus trabalhos e sua filosofia profissional. O documentário é uma ótima pedida para conhecer um pouco mais do universo das ruas e como funciona o mundo da grafite 😉

Critica ao Brexit – Saída do UK da União Europeia é o tema da nova instalação 

Banksy There is Always Hope Balloon Girl Graffiti - South Bank, London

Um Banksy icónico: Londres 2002

Banksy Soldiers Painting CND Sign Graffiti - London

Banksy – Londres 

Banksy One Original Thought Graffiti - Brooklyn, New York

Banksy – Nova York 

Banksy Stop and Search Girl and Soldier - Bethlehem, Israel

Banksy – Londres 2007 

Banksy Peaceful Hearts Doctor - San Francisco, California

Banksy – São Francisco 2010

Para quem quer conhecer mais um pouco sobre o artista só clicar no link: banksy.co.uk

Fotos: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)

Os Minimalistas

Essa semana eu assisti um filme na Netflix chamado Minimalismo: Um Documentário Sobre Coisas Importantes e achei fantástico. Gostei porque pessoalmente é como se fosse um encerramento e ao mesmo tempo o início de um novo ciclo na minha vida: o de viver com menos e aproveitar mais.

Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus são conhecidos como Os Minimalistas. Eles rodam os EUA divulgando seus livros, ao todo são três: Essential: Essays by the Minimalists; Minimalism: Live a Meaningful Life e Everything That Remains: A Memoir, ainda não lançados no Brasil, e palestrando sobre a conscientização de uma vida mais simples e feliz.

Ryan Nicodemus & Joshua Fields Millburn 

O conceito de Minimalista é alguém adepto do simples e elementar. A ideia geral de minimalismo é se livrar de tranqueiras e comprar apenas o necessário. Para Ryan e Joshua, o movimento é muito mais profundo e vai além do consumo de coisas. Leva-nos a descoberta de novas concepções sobre vida pessoal e profissional, e que o descarte de supérfluos é apenas o começo da mudança. No filme são citados vários exemplos de pessoas que deixaram tudo para trás e recomeçaram suas vidas porque sucesso e dinheiro não preenchiam o vazio que sentiam. Acredite se quiser, é a velha história da pobre menina rica. A que tinha tudo mas não tinha nada.

Resultado de imagem para gifs de becky bloom

Eu me identifiquei com o assunto porque passei por algumas fases descritas no documentário. A fase dos 20 anos onde você estuda e trabalha para ter sucesso profissional e ganhar dinheiro. A medida que você ganha, mas você compra e quando vê tá com o armário abarrotado de coisas por vários motivos. Às vezes por necessidade, às vezes só por comprar mesmo.

Resultado de imagem para gifs de becky bloom

Chega uma hora que tudo isso cansa, não sei se é a idade ou se é a crise só sei que teve um dia que eu saí vendendo tudo e tem quase um ano que não compro “brusinhas” novas. A mudança de mindset é tão grande que você se auto corrige quando pensa em comprar coisas novas. E coisas que você tem quase igual, por exemplo: um dia estava em frente a Arezzo olhando a vitrine e dizendo para mim mesma que aquela bolsa vermelha ficaria mara em mim. Na minha direção vinha um menino e seu pai, com um picolé na mão, as gargalhadas. E logo pensei: Tanta gente com menos dinheiro do que eu, feliz da vida e eu aqui querendo comprar uma bolsinha. Uma bolsa de R$ 300,  by the way.

Nada contra comprar, comprar é ótimo. Só que a partir do momento que você aprende a não viver para outras pessoas, você aprender a comprar com mais inteligência, você se relaciona melhor, e tem uma visão de mundo muito mais apurada e mais leve. Por isso, super recomendo este documentário. São 1h18m de histórias interessantes sobre como o consumismo afeta a sociedade, como estamos educando nossas crianças e como está moldando o mundo para futuras gerações. Você pode conhecer mais sobre o projeto no site dos Minimalistas: www.theminimalists.com 🙂

Resultado de imagem para gifs de infinita highway

Fotos: reprodução

Phototastic-16_04_2016_77986de3-a002-4aab-ac8c-09759705a6c5(1)